Mentiras feministas refutadas

0
64

Este texto refere-se ao tipo de mentiras que as feministas geralmente colocam nos seus emails ao site “Angry Harry“. O autor do site responde.

Por favor, não percam o vosso tempo escrevendo emails com algumas das seguintes alegações idiotas:

As mulheres têm sido oprimidas há milhares de anos. Chegou a hora de dar poder às mulheres.

A noção de que as mulheres foram “oprimidas” de uma forma pior do que a opressão que os homens suportaram nada mais é que falsidades politicamente correctas propostas por mulheres com ódio em relação aos homens e os seus aliados deficientes em termos de inteligência – este grupo geralmente encontra-se nos centros de educação.

Recomendo a leitura de Women – Weak and Pathetic? e Were Women Oppressed in the West? e The Trojan Horses Of Feminism.

Consequentemente, se as mulheres têm sido oprimidas há milhares de anos, então presumivelmente elas não foram capazes de contribuir nada de valioso para o progresso da humanidade – excepto dar à luz (coisa que qualquer mamífero fêmea do planeta é capaz de fazer).

Os homens têm sido os governantes do mundo há milhares de anos.

Esta frase estúpida faz tanto sentido como dizer “as mulheres têm sido prostitutas há milhares de anos”.

A pequena percentagem de homens que “governou” de facto o mundo, exerceu o seu domínio sobre outros homens (e não sobre as mulheres). Vejam este artigo.

Quanto à alegação feminista de que “os homens negaram o direito ao voto às mulheres”, qualquer pessoa minimamente conhecedora da História saberá que a luta pelo voto foi simplesmente um caso de pessoas normais tornarem-se mais poderosas com o passar do tempo, o que lhes permitiu forçar os seus governos a gradualmente estender o direito ao voto.

E o homem ocidental apenas adquiriu o direito ao voto mais cedo que a mulher porque os governos precisavam deles para trabalhar nas minas, nas fábricas, nos exércitos, etc etc., e os homens tornavam-se mais problemáticos devido às suas horríveis condições de trabalho.

Devido a isto os governos concederam o direito ao voto como forma de obter a sua cooperação e eliminar qualquer possibilidade de revolução.

Como tal, os “homens” não passaram décadas a negar o direito de voto às mulheres. Na realidade, os “homens” não tinham forma de dar esse poder às mulheres.

Enquanto as sufragistas se queixavam devido à falta do voto feminino, 20,000 homens britânicos foram mortos no primeiro dia da Batalha de Somme, e mais 125,000 homens britânicos foram mortos nesta única batalha da Primeira Guerra mundial durante os 5 meses seguintes.

Se as mulheres governassem o mundo, haveria menos violência.

Duvido.

Os homens muitas vezes são o instrumento da violência feminina – geralmente os homens são arrastados a actos violentos devido a mulheres que alegam terem sido “abusadas” de alguma forma. Além disso, os homens geralmente são violentos porque as mulheres não só ficam sexualmente excitadas pela violência, como também são atraídas a homens violentos.

Devido a isto, se a violência é o que excita as mulheres, então é precisamente isto que os homens farão como forma de atrair as mulheres. Vejam Women Just Love Violent Men, Women Love Manga e Women and Chimps.

Se os homens meigos e gentis fossem sexualmente excitantes para as mulheres, então os homens haveriam de se comportar exactamente desta forma. Vejam este artigo Women and Chimps.

Os homens são muito mais violentos. Eles portam-se como animais.

Por todo o planeta a violência contra os homens é muito superior à violência contra as mulheres. Muitos homens são violentos e muitos homens se portam como animais. Isto é incontestável. Mas a maioria da sua violência é dirigida a outros homens (e não às mulheres).

De facto, a violência contra os homens é um problema muito maior do que a violência contra as mulheres. Dentro dos relacionamentos, as mulheres são tão violentas como os homens. No ocidente elas até podem ser mais violentas (vêr Research on Assaults By Women – Martin Fiebert). Elas também usam outros homens e/ou o Estado como forma de agir de forma violenta por si . Vejam Only Women Are Offered An Alternative To Domestic Violence.

Um exemplo cabal mas oculto de violência feminina pode ser vista em questões como assédio sexual ou violação. A vasta maioria das alegações de violação feitas por mulheres são claramente exageros ou decididamente falsas; vejam Rape Baloney. E as mulheres tentam usar o Estado para levar a cabo violência contra os homens.

As mulheres recebem menos que os homens.

Não, não recebem. Elas lucram menos porque, estatisticamente falando, elas escolhem tarefas com remunerações e cargas horárias menores:

  • Elas escolhem cursos educacionais que lhes conferem ordenados inferiores;
  • Elas escolhem ficar menos horas no emprego devido a compromissos familiares.

Dá-se também o caso dos homens mais velhos terem muito mais qualificações que as mulheres mais velhas. Muitos homens são ricos devido ao sucesso pessoal em áreas como o desporto, as artes, negócios e entretenimento.

Além disso, o que não é contabilizado nas estatísticas em torno dos “recebimentos” é o enorme volume de dinheiro que as mulheres recebem directamente dos homens e, em muitos casos, dos contribuintes. (Vejam The Trojan Horses Of Feminism.)

O feminismo é essencialmente um caminho para a igualdade.

Não, não é.

Essencialmente, o feminismo é uma ideologia lesbo-marxista criada com o fim de destruir as famílias e os relacionamentos próximos entre homens, mulheres e crianças. Os seus propósitos são o de permitir aos governos da esquerda política ter um poder e riquezas muito maiores, e permitir a que algumas lésbicas lancem a sua rede sobre um maior número de mulheres.

Além disso, o feminismo nunca vai conseguir atingir a igualdade uma vez que o homem e a mulher não são iguais mas sim complementares. Vejam Equality Between Men and Women Is Not Achievable.

A fútil tentativa de se atingir a igualdade gera desarmonia na sociedade, que é precisamente o propósito das feministas e de quase todos os governos da esquerda política. Vejam The Governing Elite.

O teu site contém algumas declarações sobre as mulheres que eu considero ofensivas.

AINDA BEM!

Essas declarações podem-te fazer entender o que os homens ocidentais têm que suportar como resultado das coisas malvadas que têm sido dirigidas a eles durante as últimas 3 décadas. (Steve Jones – A Parasite? e What A Piece of Sh*t is Man).

Se ainda achas isto ofensivo, então VAI-TE EMBORA e pára de escolheres perder o teu tempo por aqui.


Podem aceder ao site do Angry Harry e vêr os excelentes textos (por enquanto, em inglês) que ele disponibiliza.
Fonte – Angry Harry

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS