Guerrilha marxista ELN mata militares da Colômbia na fronteira venezuelana

0
54

Dois soldados morreram e dois ficaram feridos nesta sexta-feira (23) em um ataque com explosivos atribuído à guerrilha marxista ELN na fronteira com a Venezuela.

Em comunicado, o comando militar da Colômbia afirmou:

É uma clara evidência de como o ELN transgride e viola sistematicamente os postulados do Direito Internacional Humanitário com o uso indiscriminado de meios e métodos de guerra de uso ilícito.

Os militares faziam patrulhamento perto do oleoduto Caño Limón Coveñas, na altura do município fronteiriço de El Tarra, quando foram atingidos pelos artefatos.

Ao longo deste ano, essa estrutura foi atacada em 82 ocasiões, em sua maioria pela guerrilha marxista Exército da Libertação Nacional (ELN), provocando graves danos ambientais, segundo a estatal Ecopetrol.

Fonte – Renova Mídia / ISTOÉ

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS