Twitter vai restringir alcance de políticos que violarem suas regras

0
23

O Twitter deixou claro que a nova política só será aplicada a tuítes publicados a partir desta quinta-feira (27).

A rede social Twitter anunciou, nesta quinta-feira (27), que passará restringir o alcance de publicações de políticos que violem suas regras, uma medida que pode afetar diversos líderes mundiais.

Além da restrição do alcance pelo algoritmo do Twitter, haverá também um aviso de “comportamento abusivo” que precisa ser visualizado antes que o usuário opte por ter acesso ao conteúdo.

“Pela natureza dos cargos que ocupam, esses líderes têm grande influência e muitas vezes dizem coisas que podem ser consideradas controversas ou geram debates e discussões”, afirma a nota divulgada pelo Twitter.

Para ser enquadrado nas novas regras, o usuário precisa cumprir três requisitos:

  • Ter ao menos 100 mil seguidores;
  • Ter uma conta verificada;
  • Ocupar um cargo ou estar concorrendo a um ou estar sendo considerado para uma posição no governo (um presidente eleito que ainda não tomou posse, por exemplo).

A rede social também avisou que poderá deletar os tuítes de líderes políticos caso considere que eles não tenham interesse público.

Uma equipe especial será criada para analisar este tipo de publicação e decidir o que receberá o aviso, o que será mantido e o que será apagado.

Nesta quarta-feira, dia 26 de junho, durante entrevista à emissora Fox News, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a denunciar a censura implementada pelo Twitter contra conservadores.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS