Governo libera recursos para acelerador de partículas brasileiro

0
18

Um dos maiores centros de pesquisa avançada do Brasil deve continuar recebendo investimentos neste ano.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) assinou um documento liberando R$ 75 milhões para o projeto Sinus, ponto de pesquisas em experimentações de linhas de luz com aceleração de partículas.

O montante será destinado ao Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), responsável pelo projeto, informa o site Canal Tech.

O Sinus é considerado o mais complexo espaço de pesquisas com fonte de luz síncrotron no mundo.

Localizado em Campinas, o espaço é do tamanho de um campo de futebol e voltado para pesquisas variadas com luz.

Antônio José Roque da Silva, diretor-geral do CNPEM, dclarou:

“Esses recursos são fundamentais para que possamos concluir as primeiras linhas de luz, que é onde os experimentos serão feitos de fato.”

E acrescentou:

“A perspectiva é de que possamos fazer as encomendas necessárias para a entrega das primeiras estações experimentais para testes, visando a abertura das linhas para a comunidade científica e tecnológica no início de 2020.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS