Paulo Guedes e COAF responderão ao TCU sobre caso Glenn Greenwald

0
39

O entendimento da representação do TCU é que a suposta investigação contra Glenn Greenwald teria como motivação intimidar o ativista.

O Ministério da Economia divulgou nota, nesta segunda-feira (8), na qual afirma que o ministro Paulo Guedes e o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) vão responder aos pedidos de explicação do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre as supostas investigações de movimentações financeiras do ativista norte-americano Glenn Greenwald, respeitando o prazo de 24 horas para as respostas.

De acordo com a pasta, o pedido feito a Guedes foi recebido às 15h25. No caso do COAF, às 15h. A partir desses horários é que começa a contar o prazo de 24 horas estabelecido pelo tribunal.

A resposta do COAF será feita pelo presidente da instituição, Roberto Leonel de Oliveira Lima.

Os pedidos de explicação foram motivados pela suspeita de que a Polícia Federal, vinculada ao Ministério da Justiça, tenha solicitado ao COAF, ligado à Economia, que investigasse possíveis movimentações financeiras atípicas do editor e fundador do site panfletário Intercept, responsável pela divulgação de supostas trocas de mensagens por celular entre o ministro da Justiça, Sergio Moro, e procuradores da operação Lava Jato.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS