Venezuela ordena que bancos aceitem a criptomoeda Petro

0
18

O regime venezuelano vê no Petro uma das saídas para a crise econômica que atinge o país desde 2013.

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, voltou a ordenar que bancos públicos e privados aceitem o Petro, criado no início de 2018.

Segundo ele, a criptomoeda deve ser democratizada em um cenário de “sanções econômicas, bloqueios e perseguição financeira”.

Durante o evento de dez anos da nacionalização do banco estatal da Venezuela, Maduro declarou:

“Dou a ordem expressa para a abertura de guichês de transações do Petro em todas as agências do Banco de Venezuela.”

Em sua fala, segundo o site Tecnoblog, o líder do regime chavista também disse que a criptomoeda deve ser aceita em todo o sistema financeiro público e privado:

“Este é o novo mundo onde podemos dar o exemplo. Nós podemos fazer isso da Venezuela. O mundo está nos olhando.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS