PL 5358/16 – Comunismo é crime

0
78

Criminalização do comunismo.

Recentemente o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-RJ) elaborou um projeto de lei que criminaliza o símbolo comunista, a foice e o martelo

O comunismo gerou mais de 100 milhões de vítimas fatais, nenhum outro regime, guerra ou catástrofe, tiveram resultados tão devastadores.

Mao Tsé-Tung foi um político, líder comunista e revolucionário chinês. Liderou a Revolução chinesa, governou a China a partir de 1949 até a data de sua morte em 1976. Responsável pela morte de mais de 70 milhões de pessoas.
Josef Stalin foi um político, líder comunista, comandou a União Soviética a partir de 1922 até a sua morte em 1953. Responsável pela morte de mais de 40 milhões de pessoas.

Esses foram apenas dois ditadores, existem muitos outros, como a dupla Che Guevara e Fidel Castro, Saloth Sar (também conhecido como Pol Pot), Ho Chi Minh, fora os massacres em Moçambique, Afeganistão e na Coreia do Norte.
Nada no mundo foi mais devastador que o Comunismo, e estamos falando apenas dos inocentes que morreram por conta da maldade dos “Revolucionários”, não estamos contando com as mortes ocasionadas pela ineficiência do regime.

Felizmente alguns países já criminalizaram o símbolo comunista, como Polônia e Ucrânia países esses que já sofreram com o totalitarismo do regime comunista.
Vários poloneses sofreram com a perseguição dos comunistas contra os católicos e vários ucranianos sofreram com a ação Soviética que causou mais de 7 milhões de mortos.

O fato é que a lei brasileira é totalmente paradoxal. Proíbe uma ideologia totalitária, mas permite outra.
Agora temos uma nova batalha: Criminalizar o símbolo comunista!

Por: Pedro Paulo

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO