Não é ele que é ”radical”. É o Islã!

0
84
Em uma mesquita da Europa (Escandinávia), os muçulmanos revelam bem como é o Islã de verdade. Não existe Islã
Em uma mesquita da Europa (Escandinávia), os muçulmanos revelam bem como é o Islã de verdade. Não existe Islã "radical" e Islã "moderado". O islamismo é simplesmente o islamismo.

Em uma mesquita da Europa (Escandinávia), os muçulmanos revelam bem como é o Islã de verdade. Não existe Islã “radical” e Islã “moderado”.

O islamismo é simplesmente o islamismo. Imã demonstra que as barbaridades e punições absurdas do Alcorão são aceitas por quaisquer muçulmanos e não apenas pelos que são chamados “radicais”.

Reitero, o Islamismo é um câncer e como tal precisa ser extirpado ou causará a morte da sociedade que o acolhe – vejam o vídeo, e os islâmicos admitem crueldades como as cometidas pelo Estado islâmico como coisas naturais ao islã, ou seja, não existe islamismo pacífico.

Essa religião é terrorista e destruidora – ela não pode ser permite em um território democrático, pois é antidemocrático. Assim como não aceitamos skinheads, fascistas, nazistas, terroristas e outras formas de cosmovisão entre nós, não podemos aceitar o islamismo.

Assista o vídeo:

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO