O Tenente Aviador britânico David Lord

0
81

19 de Setembro de 1944.

Neste dia o Tenente Aviador britânico David Lord realizava atos de extrema coragem e bravura pelos quais receberia a Victoria Cross, a maior condecoração militar do Reino Unido.

O Tenente Lord pilotava um avião de transporte Douglas C-47 numa missão tremendamente importante: lançar suprimentos para a 1ª Divisão Britânica Aerotransportada que estava cercada em Arnhem, no interior da Holanda.

No briefing antes da missão o Tenente Lord foi instruído a lançar os suprimentos, não importando os riscos, já que o fracasso da missão poderia representar a morte ou a captura de milhares de soldados britânicos em terra.

E neste dia, bem ciente da sua responsabilidade, o Tenente Douglas, acompanhado por centenas de outros aviões de transporte, aproximou-se do local pré-determinado para o lançamento dos suprimentos, mas foi recebido por intenso fogo de artilharia anti-aérea.

Uma das asas do seu C-47 foi atingida e começou a pegar fogo, mas apesar da intensa barragem de fogo anti-aéreo e das chamas que consumiam o seu aparelho, o Tenente Lord manteve-se extremamente calmo e concentrado, realizando 3 passagens sobre a região até finalmente localizar o ponto exato para o lançamento dos suprimentos.

Após concluir com sucesso a sua missão, o Tenente Lord ordenou que a sua tripulação saltasse mas recusou seguí-los, mantendo-se ao comando do aparelho para mantê-lo o mais estável possível para que os seus companheiros pudessem saltar em segurança.

No entanto, antes que pudessem saltar, o aparelho explodiu em pleno voo, matando todos a bordo à exceção de um, que foi lançado para fora do aparelho no momento da explosão.

O Tenente Lord tinha 30 anos.

 

Tenente Aviador britânico David Lord

Fonte. Hoje na Segunda Guerra Mundial – Link: https://www.facebook.com/hojenasegundaguerramundial/?fref=ts

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO