Parlamentarismo, sim! Mas com Imperador!

0
605

Em meio à crise política atual, surge no debate a ideia do Parlamentarismo, no qual há a divisão entre Chefe de Estado e Chefe de Governo.

A Pró Monarquia – Casa Imperial do Brasil, bem como todos os monarquistas brasileiros, defende o modelo Parlamentarista Monárquico, adotado por alguns dos países mais desenvolvidos e democráticos do mundo.

O Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, em suas “Propostas básicas com vistas à restauração da Monarquia no Brasil”, de 3 de maio de 1991, sugere “Poder Moderador como atribuição do Imperador. Poder Executivo exercido através de Primeiro-Ministro, integradamente com os demais membros do Gabinete, que goze de confiança do Imperador e do Parlamento, de acordo com o sistema parlamentar que vigorou com tanto sucesso ao longo do reinado de Dom Pedro II”.

Na Monarquia Parlamentarista, a hereditariedade e a vitaliciedade do monarca contribuem para a necessária neutralidade política da Chefia de Estado, atuando como um defensor imparcial e independente da ordem nacional. Além disso, a esmerada educação dada aos príncipes desde a infância traz o benefício de ter na mais alta função do Estado alguém devidamente preparado a exercê-la.

Fonte: https://www.facebook.com/promonarquia/?fref=ts

 

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO