Dom Pedro Henrique é proibido de ingressar nas Forças Armadas

0
382

Dom Pedro Henrique é proibido de ingressar nas Forças Armadas em 1925.

O Chefe da Casa Imperial do Brasil, o Príncipe Dom Pedro Henrique, com dezesseis anos, em 1925, têm seu pedido de ingressar nas Forças Armadas indeferido.

O mesmo Governo Brasileiro que havia revogado o Decreto do Banimento em 1920 não concedia à Família Imperial Brasileira igualdade perante seus compatriotas. Seguindo o exemplo de outros países europeus que haviam revogado o banimento de suas Famílias Reais e Imperiais, vetava-se a participação dos membros da Casa Imperial do Brasil nas Forças Armadas. A medida fora tomada pelo medo do Governo Federal tinha de que a presença do Chefe da Casa Imperial do Brasil insuflasse, entre os militares, o desejo da restauração monárquica.

Era a segunda vez que a Família Imperial passava por esta situação. Na França o ingresso também havia sido vetado por serem membros da Casa Real de Orléans, tendo seu pai e tios que servirem ao Exército imperial Austro-Húngaro antes da Primeira Guerra Mundial e ao Exército Real Britânico durante a Grande Guerra.

Com isso o Príncipe Dom Pedro Henrique manteve-se residindo na Europa onde ingressou na Universidade de Sorbonne, concluindo os cursos de Ciências Políticas e Sociais em 1932.

Imagem: O Chefe da Casa Imperial Dom Pedro Henrique (segundo da esquerda para direita), com seu primo Dom Pedro Gastão, seu tio Dom Pedro de Alcântara e Henri d’Orléans, Conde de Paris.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO