Irã anuncia sanções contra EUA

0
34

O Ministério das Relações Exteriores do Irã anunciou a imposição de restrições contra nove funcionários e empresas estadunidenses, em resposta às sanções que Washington aplicou a várias entidades e pessoas vinculadas ao programa iraniano de mísseis.

O comunicado do Ministério das Relações Exteriores, citado pela agência de notícias Mera, sublinha que estas companhias e pessoas cometeram violações dos direitos humanos “através da cooperação direta ou indireta com o regime sionista” — nome com qual o Irã se refere ao Estado de Israel— “para cometer crimes contra a humanidade na Palestina”.
É também imputado aos sancionados, cujos nomes serão dados a conhecer mais tarde, o apoio ao terrorismo e à repressão no Oriente Médio, assim como a implicação em ações dirigidas contra a segurança nacional do Irã.
A declaração reafirma o direito legítimo do Irã de potenciar suas capacidades de defesa para preservar a soberania, independência política e integridade territorial, e destaca que o seu programa de mísseis não viola nenhum dos compromissos internacionais do país nem a resolução 2231 do Conselho de Segurança da ONU.

Na véspera, o Departamento de Finanças dos EUA introduziu sanções contra quatro entidades relacionadas com o programa iraniano de mísseis balísticos e contra três pessoas, incluindo dois altos funcionários militares iranianos, um dos quais supostamente facilitou a venda de explosivos à Síria.

Amanhã no Irã devem realizar-se as eleições presidenciais. Hoje no país é “dia de reflexão”.

Fonte – Sputnik / Mera

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO