Vladimir Putin diz: Supersoldados “são piores que bomba nuclear”

0
98

Segundo Putin, os seres humanos podem ser ultrapassados por robôs cuja inteligência artificial e corpos mecânicos nos superariam em todos os aspectos.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que os cientistas de seu país estavam prestes a decifrar o código genético e que poderiam transformar “supersoldados” em armas “piores do que uma bomba nuclear”.

Falando em um festival juvenil na cidade de Sochi, no Mar Negro, o líder russo advertiu que especialistas poderiam criar um exército de soldados geneticamente modificados capazes de não se sentir “com medo da dor”.

“O homem agora tem a oportunidade de entrar no código genético criado pela natureza, ou como os religiosos diriam, por Deus”, disse ele.

“Toda a sorte de consequências práticas pode vir depois disso. Pode-se imaginar que um homem poderia criar um ser humano não apenas teoricamente, mas também na prática”, disse o presidente Putin. “Ele pode ser um matemático genial, um músico brilhante ou um soldado, um homem que pode lutar sem medo, compaixão, arrependimento ou dor”.

Engenheiros testam um robô humanoide de quatro metros de altura, apelidado de Método 2, em um laboratório da Hankook Mirae Technology em Gunpo, ao sul de Seul, em 27 de dezembro de 2016. O robô gigante de aspecto humano se parece muito com os robôs militares que protagonizam o filme "Avatar" (Jung Yeon-Je/AFP/Getty Images)

Engenheiros testam um robô humanoide de quatro metros de altura, apelidado de Método 2, em um laboratório da Hankook Mirae Technology em Gunpo, ao sul de Seul, em 27 de dezembro de 2016. O robô gigante de aspecto humano se parece muito com os robôs militares que protagonizam o filme “Avatar” (Jung Yeon-Je/AFP/Getty Images)

“Como vocês verão, a humanidade pode entrar — e o que é mais provável, em um futuro próximo —, em um período muito difícil e muito responsável de sua existência”, disse Putin. “O que acabei de descrever pode ser pior do que uma bomba nuclear”.

Putin convidou os líderes mundiais a estabelecerem diretrizes para limitar a manipulação genética, acrescentando: “Quando fazemos algo, seja lá o que for, quero reiterar uma vez mais: nunca devemos esquecer os fundamentos éticos do nosso trabalho”.

Robô equipado com o Sistema Robótico Modular Avançado (MARS) no Departamento de Defesa comemora seu "Dia de Laboratório do DOD" em 14 de maio de 2015, no Pentágono, em Washington (Mandel Ngan/AFP/Getty Images)

Robô equipado com o Sistema Robótico Modular Avançado (MARS) no Departamento de Defesa comemora seu “Dia de Laboratório do DOD” em 14 de maio de 2015, no Pentágono, em Washington (Mandel Ngan/AFP/Getty Images)

Medo da Inteligência Artificial

 

Embora exteriormente o forte homem russo normalmente passe uma imagem fria e calculista, parece que por dentro ele vive com medo de que o futuro possa ser uma espécie de distopia de ficção científica.

No mês passado, em conversa com Arkady Volozh, CEO da empresa de internet Yandex, Putin observou que teme que a tecnologia possa “nos devorar”.

Ele explicou que não queria dizer que robôs comeriam carne humana, mas que os seres humanos seriam ultrapassados por robôs cuja inteligência artificial e corpos mecânicos superariam os humanos em todos os aspectos.

Putin citou o exemplo das máquinas de terraplanagem, observando que as pás de vapor escavam melhor do que pessoas.

Volozh respondeu: “Mas não seremos devorados pelas escavadeiras”.

Putin acrescentou: “Elas não pensam”, indicando que esse tipo de poder físico combinado com um intelecto independente pode muito bem se voltar contra os humanos.

Robô do exército Minirogen (mini-robô para engenharia) no acampamento militar de Satory em Versalhes, no sudoeste de Paris, em 6 de julho de 2017 (Geoffroy Van Der Hasselt/AFP/Getty Images)

Robô do exército Minirogen (mini-robô para engenharia) no acampamento militar de Satory em Versalhes, no sudoeste de Paris, em 6 de julho de 2017 (Geoffroy Van Der Hasselt/AFP/Getty Images)

De acordo com a emissora de televisão RT que é financiada pelo governo russo, Putin levantou a questão da inteligência artificial (IA) para estudantes em toda a Rússia através de uma transmissão via satélite em 1º de setembro, primeiro dia do ano letivo.

“A inteligência artificial é o futuro, não só para a Rússia, mas para toda a humanidade. Ela vem acompanhada de oportunidades colossais, mas também de ameaças difíceis de prever. Quem se tornar o líder nesta esfera se tornará o governante do mundo”, disse ele.

“Se nos tornarmos líderes nesta área, compartilharemos esse conhecimento com o mundo todo, assim como compartilhamos atualmente nossas tecnologias nucleares”, acrescentou.

Em resposta a esta afirmação, Elon Musk, CEO da Tesla, tuitou:

“China, Rússia, em breve todos os países terão uma ciência computacional forte. A concorrência para a superioridade na IA em nível nacional provavelmente será a causa da terceira guerra mundial…… Já começou….”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS