Trump diz que EUA irão à Lua de novo e eventualmente a Marte

0
39

O presidente estadunidense Donald Trump durante uma cerimônia com astronautas da NASA, (dir.-esq.) Christina Koch, Peggy Whitson, Buzz Aldrin, and Jack Schmitt, no Salão Roosevelt da Casa Branca em 11 de dezembro de 2017 (Chip Somodevilla/Getty Images)

O presidente estadunidense Donald Trump assinou uma diretriz que reorientará o programa espacial dos Estados Unidos para a exploração e descoberta espacial pelo homem.

“Isso marca um passo importante para o retorno de astronautas americanos à Lua pela primeira vez desde 1972 e para a exploração e aplicação em longo prazo”, disse Trump na Casa Branca em 11 de dezembro.

Trump disse que as missões tripuladas para a Lua “estabelecerão uma fundação para uma eventual missão a Marte e, talvez algum dia, para muitos mundos além”.

“Esta diretriz garantirá que o programa espacial dos Estados Unidos mais uma vez lidere e inspire toda a humanidade”, disse ele.

EUA, Trump, exploração espacial, Lua, Marte - O presidente estadunidense Donald Trump assina a Diretiva Política Espacial No. 1, que tem como objetivo enviar norte-americanos à Lua de novo e eventualmente a Marte, no Salão Roosevelt da Casa Branca em 11 de dezembro de 2017  (Saul Loeb/AFP/Getty Images)

O presidente estadunidense Donald Trump assina a Diretiva Política Espacial No. 1, que tem como objetivo enviar norte-americanos à Lua de novo e eventualmente a Marte, no Salão Roosevelt da Casa Branca em 11 de dezembro de 2017 (Saul Loeb/AFP/Getty Images)

Trump foi acompanhado pelo astronauta Jack Schmitt, que pousou na Lua em dezembro de 1972. O voo Apollo 17, no qual Schmitt participou, marcou a última vez que os americanos pisaram na Lua. “Hoje, prometemos que esse não será o último. E suspeito que encontraremos outros lugares para pousar além da Lua”, disse Trump.

O presidente também acrescentou que a exploração espacial tem uma aplicação militar.

O vice-presidente Mike Pence disse que o movimento “aumentaria nossa segurança nacional e capacidade de prover para a defesa comum dos cidadãos dos Estados Unidos da América”.

Em 2009, o ex-presidente Barack Obama pôs fim ao programa de voo espacial tripulado, chamado Projeto Constelação.

Fonte – Epoch Times

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO