Eleições na Venezuela são adiadas para segunda quinzena de maio

0
26

O ministro da Comunicação e líder da campanha chavista, Jorge Rodríguez, confirmou a notícia sobre a proposta de adiar as eleições para o mês de maio.

“O evento da eleição presidencial foi assim estabelecido em um acordo para a segunda quinzena de maio de 2018. Não há outra alternativa, a única opção é o voto”, disse o ministro no final da assinatura de todos os partidos políticos.

Esta decisão obedeceria a um acordo assinado hoje entre os partidos que oficializaram suas candidaturas para as eleições presidenciais na Venezuela, no qual sugerem que a data dessas eleições seja adiada para a segunda metade de maio.

“Propõe-se que sejam realizadas simultaneamente as eleições para presidente da república, conselhos legislativos estaduais e conselhos municipais na segunda metade de maio de 2018”, diz o acordo lido por um moderador do Conselho Nacional Eleitoral (CNE).

Decisão da OEA

Em 22 de fevereiro, a Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou uma resolução em que exige que o regime da Venezuela adie as eleições agendadas para o dia 22 de abril e apresente outro calendário eleitoral.

Da mesma forma, também é exigido que as eleições sejam realizadas com a participação de “todos os partidos e atores políticos venezuelanos, sem proscritos de nenhum tipo”, e com a presença de observadores internacionais independentes.

Fonte – Epoch Times

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO