A Igreja Presbiteriana na Irlanda adotou uma postura diferente das denominações histórias europeias e instituiu nova política de rejeição como membro de qualquer pessoa que esteja em um relacionamento homossexual.

A decisão também se estende aos casos de homossexuais com filhos adotados, proibindo o batismo das crianças. Na tradição presbiteriana, assim como na Igreja Católica, o batismo de crianças é aceito.

De acordo com informações da BBC, a decisão foi tomada depois que a Igreja cortou laços cerimoniais com a Igreja da Escócia, devido à sua atitude mais liberal em relação à homossexualidade.

A decisão, contundente, teria desagradados setores da denominação. Houve um longo debate na manhã da última sexta-feira, durante a reunião anual da Assembleia Geral em Belfast, com mais de 20 pessoas se manifestando sobre o tema em pouco mais de uma hora.

O reverendo Cheryl Meban, um capelão da Universidade de Ulster, instou a Igreja a não adotar a política, mas foi voto vencido, assim como o reverendo John Dunlop, um ex-moderador, que afirmou que a questão era “altamente sensível” e advertiu contra a adoção de qualquer regra formal sobre o assunto.

No entanto, outro ex-moderador, o reverendo Stafford Carson, argumentou que a Igreja precisava esclarecer sua posição de que não era a favor de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo, conforme consta em um relatório do comitê de doutrina da Igreja.

O comitê concluiu: “À luz de nossa compreensão das Escrituras e do entendimento da Igreja sobre uma profissão de fé crível, é claro que os casais do mesmo sexo não são elegíveis para a membresia comunicante, nem são qualificados para receber o batismo por seus filhos”.

“Acreditamos que sua conduta exterior e estilo de vida estão em desacordo com uma vida de obediência a Cristo”, acrescentou o comunicado.

Uma moção para arquivar o relatório foi derrotada em uma votação. A Igreja Presbiteriana deixou claro que a nova política não impede que pessoas em um relacionamento homossexual frequentem a igreja.

Na segunda-feira, o reverendo Dr. Charles McMullen foi eleito formalmente como moderador para os próximos 12 meses. A Igreja Presbiteriana tem mais de 220.000 membros na República da Irlanda e na Irlanda do Norte.

Fonte – Gospel Mais

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK