Meninos resgatados da caverna na Tailândia choram ao saber da morte de mergulhador

0
48

Saman Kunan trabalhava como voluntário na operação e morreu quando tentava estabelecer uma linha de fornecimento de oxigênio na caverna

Os 12 adolescentes resgatados depois de ficarem presos por 18 dias em uma caverna na Tailândia lamentaram a morte de um mergulhador tailandês durante as operações de socorro, informou neste domingo (15) o Ministério da Saúde do país.

A equipe de futebol dos “Javalis Selvagens” foi informada que, em 6 de julho, Saman Kunan, um navegador aposentado da marinha tailandesa que trabalhava como voluntário no resgate, morreu quando tentava estabelecer uma linha de fornecimento de oxigênio na caverna em que estavam presos.

Os adolescentes, de 11 e 16 anos, só ficaram sabendo dessa informação no sábado. “Todos choraram e expressaram seus pêsames escrevendo mensagens em um desenho do capitão de corveta Saman e observaram um minuto de silêncio por ele”, afirmou o secretário permanente do Ministério da Saúde, Jedsada Chokdamrongsuk, em um comunicado.

Handout / AFP
Os 12 meninos devem receber alta na próxima quinta-feira (19)Handout / AFP

Saman Kunan, triatleta e mergulhador, deixou a marinha em 2006 e trabalhava no aeroporto de Suvarnabhumi, em Bangcoc. Quando soube dos meninos presos, ele se apresentou como voluntário para participar no resgate.

Fonte – AFP / Zero Hora

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO