Como anda a investigação dos ‘influencers do PT’ que espalhavam mentiras nas redes sociais?

0
33

O Antagonista questionou o Ministério Público em Minas Gerais sobre o andamento do inquérito que apura o pagamento ilegal de influenciadores digitais pelo PT.

Os “cybermortadelas do PT” eram pagos para divulgar mentiras favoráveis a candidatos petistas e desfavoráveis aos adversários.

Infelizmente, a resposta do MP Eleitoral foi apenas: “O caso está sob sigilo”. O procurador Bruno Nominato, que comanda a investigação, precisa se manifestar.

O esquema – denunciado por uma integrante – beneficiou, entre outras, a pré-candidatura de Lula e as campanhas da senadora Gleisi Hoffmann (eleita deputada) e do governador do Piauí, Wellington Dias (reeleito).

Fonte – O Antagonista

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO