BNDES libera R$ 3,3 milhões para a reconstrução do Museu Nacional

0
56

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) liberou R$ 3,3 milhões e aprovou novas condições para a reconstrução do Museu Nacional, que foi destruído em um incêndio em 2018.

O contrato de financiamento para apoio à instituição foi assinado em junho, antes da tragédia. Mas um aditivo contratual, para permitir o uso do dinheiro para a reconstrução do museu, deve ser assinado nos próximos dias.

O valor da operação é de R$ 21,7 milhões, que serão destinados ao Programa de Reconstrução do Museu Nacional. Com as alterações contratuais, R$ 13,7 milhões serão destinados à recuperação da instituição. Desse total, já foram liberados os R$ 3,3 milhões.

Dos recursos restantes, R$ 7,7 milhões serão aplicados na elaboração de projeto arquitetônico, reforma e readequação do prédio da biblioteca central e outros R$ 368 mil na estruturação de um fundo patrimonial que contribua para a sustentabilidade do museu, informa a “Folha“.

O dinheiro ficará nas mãos do reitor psolista da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Roberto Leher. A administração de Leher foi uma das principais responsáveis pelo incêndio que dizimou um acervo histórico de valor incalculável.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS