Sérgio Moro reafirma que Estatuto do Desarmamento não reduziu homicídios

    0
    111

    Moro disse que pesquisas sobre o tema que indicam mais riscos com a liberação do armamento são controversas.

    O Ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmou nesta terça-feira (15) que a lei anterior que proibiu a posse de armas no Brasil teve não êxito em reduzir o número de homicídios.

    Em entrevista a “GloboNews“, ele indicou o próprio Brasil como um exemplo de que o desarmamento não resolve problemas de criminalidade.

    Questionando certos estudos propagados pela grande mídia, Moro declarou:

    “Essa questão de estatística, de causa de violência, sempre é um tema bastante controvertido. Claro que especialistas que trabalham com isso devem ser valorizados, até valorizamos isso reportando a estatística colhida por institutos, mas o fato é que isso é controverso.”

    E, alertando para o avanço contínuo da violência no País, completou:

    “A política anterior não resultou numa diminuição significativa do número de homicídios no Brasil. Se a política de desarmamento fosse tão exitosa, o que teria se esperado era que o Brasil não batesse ano após ano o recorde em número de homicídios.”

    Ainda nesta terça-feira (15), horas antes do presidente Jair Bolsonaro assinar o decreto para flexibilização da posse de armas, o jornal “Folha de S.Paulo” publicou uma matéria afirmando que o Estatuto do Desarmamento desacelerou o crescimento de assassinatos.

    CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

    COMENTÁRIOS