‘Alguém tem dúvida do que está por vir?’, questionou Manuela d’Ávila

0
89

A ex-parlamentar do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) não fazia a menor ideia do tom profético da sua mensagem.

Em mensagem publicada na rede social Twitter, na tarde desta sexta-feira (26), a ex-deputada federal Manuela d’Ávila (PCdoB-RS) compartilhou uma matéria da revista Exame com críticas à portaria editada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

“Ilegal, imoral e, mais uma vez, autoritário”, disse Manuela no Twitter sobre a medida assinada pelo ministro Moro.

“Alguém tem dúvida do que está por vir?”, acrescentou a candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad (PT) na última eleição.

A ex-parlamentar do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) não fazia menor ideia do tom profético da sua mensagem.

Alguns minutos depois, a emissora GloboNews informou que, durante depoimento à Polícia Federal (PF), o hacker Walter Delgatti Neto, conhecido como “Vermelho”, afirmou que entrou em contato Manuela em busca do contato do militante norte-americano Glenn Greenwald, editor e cofundador do site Intercept, para enviar as conversas privadas de autoridades brasileiras obtidas ilegalmente.

Delgatti afirma ter enviado à ex-deputada federal um áudio com uma conversa entre procuradores. Depois disso, segundo o hacker, ela o colocou em contato com Greenwald.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO