Associação de imprensa sai em defesa de Glenn Greenwald e Miriam Leitão

0
358

“Atentados à liberdade de reunião e de expressão”, diz presidente da ABI sobre críticas a jornalistas.

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) divulgou, nesta quarta-feira (17), uma nota oficial condenando supostas “ameaças e intimidações” a jornalistas.

No texto, são citados os nomes do editor e cofundador do InterceptGlenn Greewanld, da jornalista Miriam Leitão, da Rede Globo, e do sociólogo Sérgio Abranches.

A jornalista e seu marido participariam da 13ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, mas tiveram o convite cancelado após um abaixo-assinado contrário à presença do casal.

A nota da ABI também cita o nome de Greenwald, alvo de protestos durante a Flip, em Paraty, no Rio de Janeiro.

“A radicalização de grupos político-ideológicos […] representa um retrocesso civilizatório inaceitável para a democracia brasileira”, diz a nota assinada pelo presidente da ABI, Paulo Jeronimo de Sousa, segundo o jornal Folha.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO