Bolsonaro lembra que Brasil e EUA combateram o ‘nazi-fascismo’

0
49

“A liberdade não tem preço”, disse Bolsonaro sobre parceria Brasil-EUA no combate ao nazi-fascismo durante a 2ª Guerra Mundial.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou, nesta quarta-feira (3), de cerimônia de celebração da independência dos Estados Unidos, na embaixada norte-americana em Brasília.

Durante discurso, Bolsonaro disse que, durante o encontro bilateral que teve com Donald Trump na cúpula do G-20, pediu ao presidente dos EUA para que ele venha à América do Sul para discutir com outros líderes regionais o colapso da Venezuela.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o chefe do Executivo declarou:

“Nessa viagem ao Japão fiz uma solicitação a ele [Trump]. Talvez ele venha à América do Sul, onde reuniríamos os países que abandonaram a esquerda e foram para o centro e para a centro-direita.”

Referindo-se aos EUA como “país irmão”, Bolsonaro disse que as duas nações estiveram juntas em diversos momentos da história:

“A liberdade não tem preço. Brasil e EUA, nos momentos mais difíceis da história do mundo, sempre estiveram juntos, como na Segunda Guerra Mundial, quando combatemos o nazi-fascismo.”

O presidente da República afirmou ainda que nas últimas décadas o Brasil e os EUA estiveram “um pouco afastados”, mas que houve uma reaproximação com seu governo, porque o “viés ideológico” foi abandonado.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO