Celular do hacker tinha aplicativo ‘Paulo Guedes’

0
69

Polícia Federal investiga a invasão do aparelho celular do ministro Paulo Guedes. Líder do grupo hacker está colaborando com as investigações.

O perito criminal federal Luiz Spricigo Jr, diretor do Instituto Nacional de Criminalística, afirmou, nesta quarta-feira (24), que o celular de um dos presos na Operação Spoofing estava vinculado com o nome de Paulo Guedes.

A Polícia Federal (PF) investiga a invasão no aparelho do ministro da Economia cujo celular teria sido hackeado na noite de segunda-feira (22).

“No momento da busca e apreensão, no celular do indivíduo estava uma conta no aplicativo de mensagens vinculada com o nome Paulo Guedes. A gente tem que confirmar isso de forma pericial, mas é um forte indicativo de que a conta seja mesmo realmente a do ministro”, afirmou Spricigo Jr, segundo o site IG.

Walter Delgatti Neto, o ‘Vermelho’, confessou à PF que hackeou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, o procurador da República, Deltan Dallagnol, e centenas de procuradores, juízes e delegados federais, além de jornalistas.

Em depoimento à PF, o hacker ‘Vermelho’ confessou ter repassado ao militante norte-americano Glenn Greenwald, editor e cofundador do site Intercept, acesso aos dados capturados do aplicativo Telegram das autoridades.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO