Deputado Filipe Barros do PSL pede prisão de Glenn Greenwald à PGR

0
68
Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) realiza audiência pública interativa, com a participação do jornalista responsável pelo site The Intercept Brasil, para prestar informações sobre fatos revelados pelo sítio. À mesa, jornalista da agência de notícias The Intercept Brasil, Glenn Greenwald. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

“A transmissão dos dados obtidos criminosamente implicam Glenn Greenwald como coautor dos crimes informáticos”, diz o deputado federal Filipe Barros.

O deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) protocolou na Procuradoria-Geral da República, na tarde desta sexta-feira (26), um pedido de prisão temporária do militante norte-americano Glenn Greenwald, editor e cofundador do site Intercept.

De acordo com O Antagonista, Barros diz “haver fortes indícios de que o financiamento e a transmissão dos dados obtidos criminosamente implicam Glenn Greenwald como coautor dos crimes informáticos”.

O parlamentar do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, sugere a prisão de Greenwald “para melhor apuração dos fatos”.

Em mensagem publicada na rede social Twitter, o deputado anunciou a informação. A íntegra do pedido de Filipe Barros pode ser conferido aqui.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO