Ditadura de Maduro deixa cego adolescente de 16 anos

0
106

Protesto pacífico contra a falta de gás, que acontece regularmente há um ano, foi reprimido com violência por agentes de Maduro.

Um jovem de 16 anos perdeu a visão enquanto participava de um protesto contra a falta de gás doméstico em Táriba, na Venezuela, ao lado da sua mãe.

Rufo Antonio Chacón Parada perdeu os dois olhos após ser atingido por um disparo de balas de borracha por um funcionário das forças de segurança da ditadura de Nicolás Maduro, informa o jornal Gazeta do Povo.

O adolescente foi atendido em um hospital da cidade. A condição clínica do jovem e a perda de seus dois globos oculares foram confirmadas pela equipe médica em um vídeo divulgado por um jornalista.

Parlamentares da oposição condenaram a ação repressiva da polícia. Imagens muito fortes do estado do rosto do adolescente circulam nas redes sociais venezuelanas.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO