Ex-procurador da Lava Jato propaga gravação de editor do Intercept

0
478

Áudio supostamente mostra editor do Intercept e colegas falando de erros nos diálogos nas reportagens contra a Lava Jato.

O ex-procurador da Lava Jato, Carlos Fernando dos Santos Lima, compartilhou na rede social Facebook uma notícia sobre uma gravação envolvendo o editor executivo do site InterceptLeandro Demori.

A gravação foi feita pelo jornalista Oswaldo Eustáquio e divulgada — em 30 de junho — no site República de Curitiba Online.

De acordo com o texto da matéria, os áudios mostram “possíveis erros em mensagens da Vaza Jato”. Para Santos Lima, trata-se de uma “denúncia grave que precisa ser investigada”.

Oswaldo afirmou que a divulgação das conversas entre os jornalistas do Intercept não é ilegal. Segundo ele, Demori e os colegas falaram em voz alta.

Na gravação divulgada pelo ex-procurador, Demori, que é um dos responsáveis pelas publicações das supostas conversas entre o ex-juiz Sergio Moro e os procuradores da Lava Jato, conversa com colegas.

O portal sugere que o jornalista admite que o Intercept fez alterações nos diálogos da “Vaza Jato”.

“A gente tá passando recibo […] A gente escolheu pra nós. Ta aqui ó, ninguém faz isso. A gente tá passando recibo. A gente tomou uma decisão”, disse Demori em um café na cidade de São Paulo.

Ainda nos áudios divulgados, Demori e seus interlocutores falam sobre erros nas mensagens:

“Tava tudo errado. O que por exemplo estava errado? Tudo tava errado. Nomes, data, blocos, citação. Tudo errado”, declarou o editor do Intercept. “Absolutamente tudo errado”, respondeu outra jornalista.

Procurado pelo site Poder360, Demori não quis comentar o caso. Confira o vídeo:

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO