França proíbe pais de bater nos seus filhos

0
50

Com esta lei, a França se torna o 56º Estado que proíbe as punições corporais às crianças, segundo uma lista realizada por uma ONG britânica.

O parlamento da França adotou, nesta terça-feira (2), uma lei que proíbe aos pais infligir punições corporais a seus filhos.

O projeto de lei foi apresentado pelo partido centrista MoDem e apoiado pelo partido do presidente Emmanuel Macron, LREM. Os senadores aprovaram o texto da proposta em votação aberta e por unanimidade.

A legislação fica inscrita no Código Civil, no artigo que se lê durante os casamentos civis na França, que “a autoridade dos pais deve ser exercida sem violência física nem psicológica”.

Suécia foi o primeiro país europeu a adotar esta lei, em 1979, seguido por Finlândia (1983) e Noruega (1987).

Segundo a Fundação para a Infância, 85% dos pais franceses recorrem a punições corporais com fins “educativos”, informa o jornal Correio Braziliense.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO