Glenn Greenwald aceita convite da Associação Brasileira de Imprensa

0
85

Convite partiu da entidade brasileira e oficialização depende apenas do militante norte-americano.

O militante norte-americano Glenn Greenwald, editor e cofundador do site panfletário Intercept, aceitou convite da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) para se filiar à entidade.

Greenwald foi o principal responsável pela divulgação de supostas mensagens atribuídas ao ex-juiz e agora ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e a procuradores da Operação Lava Jato.

O anúncio foi feito na última segunda-feira (15), no Rio de Janeiro, durante a cerimônia de posse da nova diretoria, pelo novo presidente da ABI, Paulo Jerônimo Sousa.

Na sua rápida fala aos presentes, Paulo Jerônimo demonstrou a preocupação da entidade com a segurança de Greenwald que, segundo a ABI, vem sendo ameaçado por “pequenos grupos radicais da sociedade”.

De acordo com o site oficial da associação, o ato de filiação dependerá apenas da agenda de Glenn, que é cônjuge do deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), e radicado no Rio desde 2005.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO