Hacker viola dados de 100 milhões de clientes de banco nos EUA

0
40

Acredita-se que esta violação de dados seja uma das maiores da história do setor bancário mundial.

O banco norte-americano Capital One, com sede na Virgínia, anunciou, nesta segunda-feira (29), que um hacker acessou cerca de 100 milhões de pedidos de cartão de crédito.

Os dados incluíam nomes, endereços e números de telefone de pessoas que solicitaram os produtos nos Estados Unidos e no Canadá e os números da Previdência Social de cerca de 140 mil clientes, informa o jornal Gazeta do Povo.

O cibercriminoso, no entanto, não obteve acesso a números de contas de cartão de crédito.

O ataque deve custar à empresa entre US$ 100 milhões e US$ 150 milhões no curto prazo, segundo a Capital One.

A acusada de hacking, Paige Thompson, foi presa na segunda-feira na região de Seattle, depois de supostamente se gabar da violação na internet.

Ela “fez declarações em mídias sociais para evidenciar o fato de que tem informações sobre o Capital One, e que ela reconhece que agiu ilegalmente”, diz a queixa criminal assinada pelo agente especial do FBI Joel Martini.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO