Hungria planeja usar apenas ônibus elétricos no transporte público

0
43
Budapest, 2017. április 4. Egy elektromos busz a kínai BYD komáromi üzemének avatásán 2017. április 4-én. A világ legjelentõsebb elektromos buszokat gyártó vállalatának 6,2 milliárd forint értékû beruházáshoz - amely a cég elsõ európai termelõ üzeme - a kormány 925 millió forint vissza nem térítendõ támogatást adott. MTI Fotó: Krizsán Csaba

Apesar do rótulo de extrema direita aplicado pela velha imprensa, o governo húngaro avança estratégia para reduzir poluição dos veículos automotivos.

O governo do premiê conservador Viktor Orbán aprovou uma norma que determina que a partir de 2022 apenas os ônibus elétricos estarão disponíveis para o transporte público na Hungria.

A medida faz parte de uma estratégia para que em dez anos não haja mais veículos usados no transporte público urbano com motores de combustão interna.

Em uma primeira fase desta estratégia, os locais com mais de 25 mil habitantes terão à disposição um fundo estatal de 110 milhões de euros para a renovação da frota de ônibus, durante a qual é esperada que entrem em circulação 1.290 veículos elétricos, informa a agência EFE.

O portal não especifica o custo total do programa, mas pelo menos metade de todos os ônibus deverão ser fabricados por empresas húngaras.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO