Irã ignora pedidos para liberar petroleiro do Reino Unido

0
62

A ação da Guarda Revolucionária foi vista pelo Ocidente como a maior hostilidade recente do Irã na região.

O petroleiro britânico Stena Impero foi capturado, na última sexta-feira (19), no Estreito de Ormuz, na costa do Irã.

O regime islâmico afirmou que o barco foi capturado após uma colisão com um pesqueiro. A resposta do Reino Unido representa uma rejeição da explicação de Teerã.

O ministério britânico da Defesa classificou a captura da embarcação como um “ato hostil” e afirmou que o ato terá “sérias consequências” se não for resolvido logo.

Enquanto isso, neste sábado (20), o Irã ignorou os pedidos do Reino Unido, Estados Unidos e aliados para que libere o petroleiro.

A Guarda Revolucionária iraniana insiste que se aproximou do Stena Impero porque o navio “não respeitou o código marítimo internacional” e colidiu em um barco na passagem pelo estreito.

A embarcação, de propriedade sueca e bandeira britânica, foi transferida para o porto iraniano de Bandar Abbas, de acordo com as autoridades portuárias da província de Hormozgan, informa o site UOL.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS