Israel pede ‘duras sanções’ contra o Irã por avanço nuclear

0
32

Benjamin Netanyahu criticou o avanço nuclear do Irã e disse ainda que é contrário à presença iraniana na Síria.

O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou, neste domingo (7), que o anúncio do Irã de que vai superar os níveis de enriquecimento de urânio permitidos no acordo nuclear de 2015 é um “passo muito perigoso”.

“Esta medida é um passo muito perigoso e faço um apelo a meus amigos, líderes da França, Reino Unido, Alemanha”, que assinaram este acordo, para que imponham “duras sanções” à República Islâmica, disse Netanyahu, segundo a agência AFP.

Israel continua denunciando as ações do Irã na região e se considera alvo do programa nuclear iraniano.

Teerã garante que seu programa tem vocação puramente civil e que não pretende se dotar de arma atômica.

“Nós agimos contra o Irã. Façam vocês o que devem fazer”, completou, dirigindo-se aos líderes europeus.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO