Justiça bloqueia criptomoedas dos investigados por ataque hacker

0
63

Criptomoedas são emitidas por sistema de computador, e operações não são reguladas.

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, determinou, nesta sexta-feira (26), o bloqueio de ativos que os investigados pela Operação Spoofing tiverem em carteiras de criptomoedas.

Deflagrada na última terça-feira (23), a operação da Polícia Federal (PF) apura a tentativa de invasão dos celulares de centenas de autoridades brasileiras.

Mais cedo, o magistrado prorrogou por mais cinco dias as prisões dos quatro investigados: Walter Delgatti Neto, Gustavo Henrique Elias Santos, Suelen Priscila de Oliveira e Danilo Cristiano Marques.

Ao determinar o bloqueio dos ativos, o juiz Vallisney informou que a PF e o Ministério Público Federal (MPF) apontaram a necessidade de obter senhas e chaves das carteiras de criptomoedas do casal Gustavo Henrique Suelen Priscila, informa o site G1.

A PF busca dados sobre a existência de contas de criptomoedas “controladas por Walter Delgatti como forma de ocultar pagamentos recebidos por suas atividades ilícitas, bem como para se determinar a real dimensão das invasões praticadas”.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO