Maria do Rosário pode ter problemas por simular agressão na Câmara

0
293

Maria do Rosário simulou “falso empurrão” em busca de criar tumulto durante sessão no plenário da Câmara dos Deputados.

A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) pode ter um processo disciplinar aberto na Câmara dos Deputados pelo “falso empurrão” que simulou após sessão com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, no dia 16 de maio.

Vídeo que circula nas redes sociais mostra a petista irritada após a sessão. No vídeo, ela esbarra propositalmente em um colega deputado e o acusa de tê-la empurrado, começando uma confusão entre os deputados. Confira abaixo:

O conselho de Ética da Câmara se reúne nesta quarta-feira (10) para instaurar processo contra a deputada por quebra de decoro parlamentar.

O Partido Social Liberal (PSL) acusa a deputada de ter agido de forma desrespeitosa com o deputado Julian Lemos (PSL-PB).

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO