Missão espacial vai procurar vida nos oceanos de lua de Saturno

0
37

Muito do que sabemos atualmente sobre o oceano na maior lua de Saturno vem de uma importante missão da NASA.

Já se passaram quase 15 anos desde que a sonda Cassini-Huygens, da NASA, enviou um módulo para a superfície de Titã, a maior lua de Saturno.

Agora, parece que a Agência Espacial dos Estados Unidos está planejando um retorno para tentar descobrir se a vida poderia existir nos oceanos da lua gelada e se sua atmosfera espessa poderia sustentá-la.

“O que não sabemos é a composição exata do oceano, sua densidade, seu perfil térmico, a estrutura geral da crosta gelada em cima dele”, disse Mike Malaska, vice-investigador principal do projeto no Jet Propulsion Lab, informa o site Olhar Digital.

Agora, o próximo projeto da NASA tem quatro objetivos principais:

  1. Entender como as moléculas são transportadas da superfície de Titã para seus oceanos;
  2. Descobrir se compostos orgânicos complexos são capazes de sobreviver nos vastos oceanos sob a superfícies de Titã;
  3. Explorar quanta energia química está disponível e pode ser metabolizada por organismos vivos;
  4. Encontrar uma maneira de detectar as bioassinaturas que eventualmente tenham sido deixadas no oceano.

Esta notícia chega após a NASA anunciar que enviará um pequeno drone helicóptero, chamado Dragonfly, para a lua Titã, em Saturno, para explorar sua superfície.

No entanto, ele não deve chegar lá antes de 2034. Enquanto isso a Agência planeja lançar esta nova missão em 2026.


CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS