Participação de Glenn Greenwald na Flip é alvo de protestos em Paraty

0
444

Organizadas em grupos de WhatsApp, as manifestações dos moradores de Paraty têm Glenn Greenwald como foco.

O militante político Glenn Greenwald, editor e cofundador do site panfletário Intercept, será alvo de um protesto marcado para acontecer amanhã, dia 12 de julho, durante a 17ª edição de Flip (Festa Literária Internacional de Paraty).

Centenas de cidadãos de Paraty planejam se manifestar contra a participação do norte-americano em um dos painéis do evento.

Greenwald está escalado para participar da mesa “Os desafios do jornalismo em tempos de Lava Jato”, com Alceu Castilho, Gregorio Duviver e Sergio Amadeu. Segundo o jornal Folha, a intenção do grupo é cancelar esta palestra.

Segue abaixo um trecho da mensagem que está sendo compartilhada via redes sociais, sem identificação de grupos, partidos ou mesmo de indivíduos fazendo a convocação:

“Convocamos todos os Paratienses honestos, trabalhadores desta cidade independente de partido ou opção política, a participar da manifestação que será realizada na próxima sexta feira 12/7 as 17:00hs na praça do Chafariz em repúdio à presença do jornalista Glenn Greenwald. Aproveitamos para expor nossa indignação a esse apoio dado pela Flip. Pedimos às nossas autoridades da cidade de Paraty que não permitam mais tal atitude. Não queremos eventos políticos misturados com as festas da cidade. Basta!”

Segundo o jornal Estadão, a Flip divulgou uma nota informando que não é responsável pela programação dos espaços parceiros:

“Essas programações são construídas de forma autônoma e não necessariamente refletem a opinião da Flip. Os organizadores da Festa Literária não se vêem no papel de desautorizar manifestações que por ventura ocorram no seu território, contanto que as mesmas não contenham teor ofensivo ou discriminatório.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO