PGR e mais 24 membros do MPF foram alvo de ataques hacker

0
29

Procuradoria informou que invasões de celulares ocorreram por meio do aplicativo de mensagens Telegram.

Além da procuradoria-geral da República, Raquel Dodge, outros 24 integrantes do Ministério Público Federal (MPF) foram alvo de ataques hackers em celulares.

A informação de que a chefe do Ministério Público — e outras centenas de autoridades brasileiras — era uma das vítimas das invasões de celulares foi confirmada na tarde desta quinta-feira (25).

Segundo a Procuradoria, apuração interna concluiu que os ataques ocorreram por meio do aplicativo de mensagens Telegram.

No comunicado, a PGR explica que os ataques ao celular de Dodge foram identificados internamente pela Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação após a instauração, em maio, de um procedimento administrativo, informa o site G1.

A PGR afirmou que já solicitou à Polícia Federal (PF) a abertura de inquérito para identificar os responsáveis pelos ataques hackers.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO