Polícia Federal suspende investigações após decisão do ministro Toffoli

    0
    53

    Dias Toffoli acatou pedido da defesa de Flávio Bolsonaro. Centenas de processos serão afetados.

    Polícia Federal (PF) decidiu, nesta quinta-feira (18), suspender as investigações que utilizaram dados financeiros e bancários sem autorização judicial.

    A suspensão foi assinada pelo corregedor-geral substituto da PF, Bráulio Cézar da Silva Galloni, informa o site Poder360.

    O movimento, que deve afetar centenas de casos do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), acontece após a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, que suspendeu todos os inquéritos que têm como base dados sigilosos do COAF e da Receita Federal sem autorização judicial.

    As ações paralisadas na PF só serão retomadas com aval da Justiça, o que pode causar grave prejuízo, por causa da urgência, na tentativa de evitar práticas de crimes. Além disso, pode retardar a identificação de autores acusados de lavagem de dinheiro.

    “Não estão em jogo apenas investigações de colarinho branco. Mas também as que envolvem organizações criminosas violentas”, diz uma fonte de dentro da corporação ao jornal Correio Braziliense.

    CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

    COMENTÁRIOS