Sargento preso com cocaína na Espanha será interrogado pela FAB

0
29

“Temos a suspeita de que não é a primeira vez que ele mexeu com drogas, tendo em vista a quantidade”, disse Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta terça-feira (2), que deve enviar uma equipe de militares para interrogar o segundo-sargento preso com 39 kg de cocaína na Espanha.

A declaração foi dada após um almoço entre o presidente, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, e comandantes das Forças Armadas, entre eles, o da Força Aérea Brasileira (FAB).

Segundo o site UOL, Bolsonaro declarou:

“Esse assunto foi tratado. O comandante [Antonio Carlos Moretti] Bermudez [da FAB] instaurou IPM [inquérito]. Outras investigações estão sendo feitas. Estamos fornecendo informações à polícia da Espanha. Ele pretende [enviar] uma equipe nossa o mais breve possível para ouvir o sargento lá.”

Segundo Bolsonaro, a intenção é esclarecer o caso de tráfico internacional. O presidente, no entanto, não deu detalhes de quando a equipe irá à Espanha e nem quem integrará o grupo.

Após a reunião, Bolsonaro acrescentou:

“Temos a suspeita de que não é a primeira vez que ele mexeu com drogas, tendo em vista a quantidade. E investigações a que tive acesso estão indo a contento.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO