Supremo da Colômbia ordena prisão de ex-líder das FARC

0
17

A decisão foi tomada pela Sala Especial de Instrução da Corte Suprema de Justiça da Colômbia após o ex-guerrilheiro não justificar sua ausência na audiência.

A Corte Suprema de Justiça da Colômbia determinou, nesta terça-feira (9), a prisão de Jesús Santrich, ex-líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), e pediu que ele seja incluído na lista de alerta vermelho da Interpol.

A decisão foi tomada depois de Santrich faltar a audiência de um caso que investiga se ele enviou mais de 10 toneladas de drogas aos Estados Unidos enquanto ainda era um dos principais líderes da antiga guerrilha marxista colombiana.

“Resolveu-se expedir ordem de captura com fins indagativos pelos crimes de comum acordo para delinquir, fabricação, tráfico e porte de entorpecentes”, afirmou a ordem da Corte Suprema, segundo o site G1.

O processo contra Santrich corresponde a um crime que teria sido cometido depois de 1º de dezembro de 2016, quando entrou em vigor o acordo de paz assinado pelo governo da Colômbia e as FARC em 24 de novembro do mesmo ano.

A nova FARC se distanciou da decisão tomada por Santrich, afirmando que a conduta é única e exclusivamente de responsabilidade dele, que não teria consultado os correligionários antes de não comparecer à audiência.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS