TRF-4 rejeita pedidos de Lula para afastar desembargadores

0
53
Brazil's former President Luiz Inacio Lula da Silva, leaves for the cemetery to attend the funeral of his 7-year-old grandson, in Sao Bernardo do Campo, Brazil March 2, 2019. Ricardo Stuckert Filho/ Lula Institute/Handout via REUTERS. ATTENTION EDITORS - THIS IMAGE WAS PROVIDED BY A THIRD PARTY.

O ex-presidente Lula foi condenado em primeira instância a 12 anos e 11 meses de prisão no caso do sítio de Atibaia.

Os pedidos da defesa do condenado Lula da Silva (PT) para afastar dois desembargadores do julgamento do sítio de Atibaia foram rejeitados nesta quinta-feira (18).

Os advogados pediam que os desembargadores João Pedro Gebran Neto Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, que julgarão o recurso de Lula contra a condenação, fossem afastados sob a alegação de ausência de imparcialidade.

Por unanimidade, o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) negou o pedido e manteve os nomes no caso, informa o site UOL.

No julgamento pela Oitava Turma, a confirmação ou não da condenação de Lula será decidida por três desembargadores: Gebran, Thompson Flores e o presidente da Turma, Leandro Paulsen — o único que não teve a parcialidade contestada até o momento.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS