TSE deve julgar pedido do Partido Nacional Corinthiano

0
47

Um pedido semelhante do PNC foi rejeitado pela Justiça Eleitoral no ano de 2015.

O pedido de registro do Partido Nacional Corinthiano (PNC) pode ser julgado novamente neste segundo semestre de 2019 pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O relator do processo é o ministro Jorge Mussi. Ele pode incluir o processo na pauta ou também pedir novos documentos aos solicitantes.

Os dirigentes do futuro partido pediram a inclusão da solicitação de registro na pauta do plenário do TSE no mês de maio, mas Mussi ainda não respondeu.

O Partido Nacional Corinthiano não tem vínculos com Sport Club Corinthians Paulista e nem com a torcida organizada do time de futebol, como admite o próprio secretário nacional da possível futura legenda, informa o site Congresso em Foco.

Marcelo Mourão, secretário nacional da legenda, aponta que o vínculo é o que ele e os demais fundadores do PNC chamam de ‘corinthianismo’, inspirado no movimento que ficou conhecido como democracia corinthiana, nos anos 1980.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO