‘Não tem que ter pena’, diz Bolsonaro sobre uso de snipers

0
98

“Não tem que ter pena”, disse o presidente Jair Bolsonaro sobre a utilização de atiradores de elite.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, falou, nesta terça-feira (20), sobre a utilização de atiradores de elite em ações policiais.

“Não tem que ter pena”, disse Bolsonaro em conversa com jornalistas na manhã terça-feira (20) ao deixar o Palácio da Alvorada.

O chefe do Executivo relembrou o sequestro do ônibus 174, no dia 12 de junho do ano 2000, no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio de Janeiro, quando uma vítima morreu durante a ação policial, informa O Globo.

Na ocasião, como mencionou o presidente Bolsonaro, não houve o uso de atiradores de elite pela Polícia Militar do Rio de Janeiro:

“Não foi usado sniper. O que aconteceu? Morreu uma pessoa inocente, e depois esse vagabundo morreu no camburão. Os policiais do camburão foram submetidos a júri popular. Foram absolvidos por 4 a 3. Quase você condena dois policiais, condena a 30 anos de cadeia. Não tem que ter pena.”

Na manhã desta terça-feira (20), o sequestrador de um ônibus na Ponte Rio-Niterói foi neutralizado por um atirador de elite do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) durante ação policial.

Ao pousar no local, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, desceu correndo do helicóptero, prestou continência a um policial e o abraçou em seguida. Ele também foi até o ônibus onde o criminoso foi morto.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS