PSOL critica Witzel por celebrar morte de sequestrador

0
119

“Comemora uma tragédia como se fosse uma partida de futebol”, escreveu a parlamentar Sâmia Bonfim.

Após três horas e meia de cerco, um sequestrador de ônibus foi baleado e morto, nesta terça-feira (20), por um atirador de elite do Batalhão de Operações Especiais (Bope) na Ponte Rio-Niterói.

ação policial foi celebrada pelo governador do Rio, Wilson Witzel. Ao pousar no local, desceu correndo do helicóptero, prestou continência a um policial e o abraçou em seguida. Ele também foi até o ônibus onde o criminoso foi morto.

O comportamento de Witzel foi visto de forma negativa pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) que, em publicação na rede social Twitter, disse que o governo é um “sintoma grave da crise humanitária que vivemos”.

A deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP) também demonstrou indignação nas redes sociais, chegando a classificar Witzel como é um “sociopata”.

“Comemora uma tragédia como se fosse uma partida de futebol”, escreveu a parlamentar.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS