Alexandre Frota sugere perseguição contra Glenn Greenwald e David Miranda

0
57

Alexandre Frota deu a entender que a investigação sobre “movimentações atípicas” do marido de Glenn Greenwald é fruto de uma perseguição com apoio do aparato estatal.

Escorraçado do Partido Social Liberal (PSL) após atrito com parlamentares, o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) demonstra cada vez mais alinhamento com a agenda da extrema-esquerda.

Em publicação na rede social Twitter, na manhã desta quinta-feira (12), Frota demonstrou desconhecimento sobre a atual situação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) ao sugerir que o antigo órgão financeiro estaria envolvido em uma perseguição contra o deputado David Miranda (PSOL-RJ) e o seu marido, o militante norte-americano Glenn Greenwald.

A declaração de Frota é uma referência a investigação em andamento no Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) sobre um possível esquema de “rachadinha” envolvendo o parlamentar Miranda.

Com base em um relatório do COAF, investigadores detectaram “movimentações atípicas” de R$ 2,5 milhões, entre abril de 2018 e março de 2019, em uma conta do deputado do PSOL.

Também através do Twitter, nesta quinta, Greenwald compartilhou a indagação de Frota, e aproveitou para lançar novos ataques contra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

“Moro abusa de qualquer poder que possua para objetivos políticos e corruptos”, escreveu o editor e cofundador do site panfletário Intercept.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS