Bolsonaro faz defesa enfática da Amazônia em discurso na ONU

0
56

Tradicionalmente, desde 1949, cabe ao representante do Brasil abrir o debate geral da assembleia das Nações Unidas. 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que tem um “compromisso solene” com a preservação meio ambiente e acusou líderes estrangeiros de ataque à soberania do Brasil.

Na manhã desta terça-feira (24) durante discurso de abertura na 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Nova York, nos Estados Unidos, Bolsonaro declarou:

“É uma falácia dizer que a Amazônia é um patrimônio da humanidade e um equívoco, como atestam os cientistas, afirmar que a Amazônia, a nossa floresta, é o pulmão do mundo.”

E acrescentou:

“Valendo-se dessas falácias um ou outro país, em vez de ajudar, embarcou nas mentiras da mídia e se portou de forma desrespeitosa e com espírito colonialista. Questionaram aquilo que nos é mais sagrado, a nossa soberania.”

Como você viu na RENOVA, as florestas como a Amazônia, segundo os cientistas, são ambientes em clímax ecológico, isto é, elas consomem todo – ou quase todo – o oxigênio que produzem.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO