Gilmar Mendes liberta suspeitos de fraude na saúde do Rio de Janeiro

0
235

Os empresários estavam presos desde agosto de 2018. Eles são alvos de um dos desdobramentos da Lava Jato.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, concedeu habeas corpus aos empresários Miguel Skin Gustavo Estellita.

Eles estavam presos desde agosto do ano passado, no âmbito da Operação Ressonância, um dos desdobramentos da Lava Jato.

Os empresários foram acusados de integrar esquema de corrupção e lavagem de dinheiro na Saúde do Rio de Janeiro.

Em contrapartida à liberdade, a Corte impôs medidas cautelares, como a proibição de manter contato com outros investigados no processo e comparecer periodicamente à Justiça.

Os dois empresários estavam presos por decisão da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro. A defesa recorreu e chegou ao STF, que entendeu pela soltura, informa o site Metrópoles.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS