Janot estava em Belo Horizonte quando disse ter desejado matar Gilmar

0
33

Site refez os passos do ex-procurador. Narrativa do “dedo no revólver” de Janot pode ser mentira.

O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, estava em Belo Horizonte em 11 de maio de 2017, dia em que alegou ter entrado armado no Superior Tribunal Federal (STF).

O objetivo, segundo ele, era matar o ministro Gilmar Mendes e cometer suicídio em seguida.

De acordo com o portal jurídico JOTA, Janot voltou de Minas Gerais apenas em 15 de maio, onde teve compromissos institucionais na Procuradoria da República e na Procuradoria Regional da República.

Nas atas das sessões do STF, quem representava o PGR no plenário em 20 de maio era o subprocurador Bonifácio de Andrada.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS