Matéria da Globo gera convocação de protesto da extrema-esquerda

0
126

Partidos de esquerda, MTST, MST e CUT devem participar da manifestação contra Bolsonaro.

Extremistas de esquerda das frentes Povo Sem Medo Brasil Popular convocaram protesto contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, para terça-feira, 5 de novembro, com base em depoimento falso de porteiro repercutido pelo Jornal Nacional, da Rede Globo, nesta terça-feira (29).

A manifestação foi convocada após o nome do presidente ter sido citado de forma caluniosa na investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista, Anderson Gomes.

O ato será realizado na Avenida Paulista, em São Paulo, com as palavras de ordem “basta de Bolsonaro” e “justiça por Marielle”, informa o jornal Folha de S.Paulo.

A convocação foi feita nesta quarta-feira (30), o dia em que a procuradora do Ministério Público, Simone Sibilio, afirmou que o porteiro do condomínio mentiu ao dizer, em depoimento, que um dos suspeitos de matar Marielle pediu para ir à casa do presidente, no Rio, no dia do crime.

Mais cedo, na manhã de hoje, o ministro-chefe do GSI, Augusto Heleno, alertou que o objetivo da Globo com a matéria conectando Bolsonaro ao caso Marielle era fomentar protestos no Brasil.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO